Dicas para se livrar da dor de cabeça

Oi meninas!!!!

Todo mundo sofre do mal da dor de cabeça, até eu sofro com isso, sempre tenho enxaqueca. A dor de cabeça está entre os problemas mais comuns que atrapalham a qualidade de vida, especialmente a das mulheres. Para alguns, as dores são frequentes e representam um sofrimento significativo, chegando a atrapalhar a carreira e os relacionamentos. As causas mais frequentes são a cefaléia tensional e a síndrome da enxaqueca. Pessoas com esses problemas têm episódios repetidos de dores de cabeça e conhecem bem os sintomas, mas nem sempre sabem como evitá-los.

É importante ter cuidado com a alimentação. Os gatilhos alimentares de dor de cabeça, tanto para cefaleia tensional quanto para enxaqueca, influenciam na evolução de pelo menos 1/4 dos pacientes com cefaleia recorrente. Os mais frequentes são: chocolate, comidas gordurosas em geral, queijos, bebidas alcoólicas e comidas muito condimentadas.

Tome nota do que antecede os episódios

Crie um mapa dos episódios de sua dor de cabeça. Vários estímulos podem funcionar como gatilho problema e, às vezes, a pessoa não percebe e continua se expondo. Os mais frequentes são: alimentos, medicamentos; odores fortes (pode ser um odor específico); irritantes respiratórios, como a fumaça; esforço visual ou físico; período menstrual etc. Ao fazer o mapa, a pessoa deve sempre escrever todos os possíveis gatilhos que ocorreram no dia e na véspera dos episódios. Caso eles se repitam, é possível evitar a causa da dor.

Cuidado com o excesso de cafeína

A cafeína pode ajudar a reduzir dores de cabeça, mas, em excesso, pode ser a causa. Ela está presente em bebidas como: chá preto, café, mate, guaraná. Até três xícaras de bebida com cafeína por dia, após as refeições, é o máximo que dever ser consumido. Eventualmente, se a pessoa começou a sentir um princípio de dor de cabeça e não exagera nas bebidas com cafeína, pode tomar uma xícara extra como parte das medidas de tratamento e prevenção.

Livre-se da tensão na cervical

A musculatura e problemas de compressão de raízes cervicais são gatilhos muito frequentes de cefaleia e podem atuar como fatores agravantes de vários tipos de dor de cabeça. Postura de trabalho, muitas horas no computador, dirigir tenso ou por muito tempo, levantar peso com os braços, tudo pode aumentar a tensão cervical e acabar funcionando como um gatilho induzindo episódios de dor. Às vezes, o tônus muscular da cervical é constantemente excessivo, fazendo com que os episódios fiquem mais e mais frequentes. Dica para ajudar na prevenção de problemas: aplicar calor local na região da nuca e pescoço diariamente, receber massagem na região cervical, fazer alongamento local e evitar atividade que forcem a coluna.

Proteja a sua mandíbula

Tanto o bruxismo, caracterizado pelo ranger os dentes, quanto o trismo (tensão na musculatura da mastigação) também precisam ser prevenidos. Quase metade das pessoas que tem dores de cabeça de repetição possui um gatilho na articulação da mandíbula, chamada de ATM. Estresse e problemas nos dentes são levam ao aumento da tensão na musculatura da mastigação, que afeta a ATM, que por sua vez começa a doer, gerando as dores de cabeça. Se você palpa a ATM e ela está dolorosa, procure seu dentista para ele fazer uma placa de silicone que proteja sua articulação. Você pode ainda fazer massagem local e colocar aplicações de calor local.

Fitoterápicos e acupuntura são eficazes

Algumas plantas medicinais e fitoterápicos podem ajudar a prevenir dores de cabeça. O gengibre (Zingiber officinela) parece ter essa propriedade, além do chá de melissa (Melissa officinalis). Há também o extrato do tanaceto (Tanacetum parthenium), uma flor europeia, já muito testado e com atividade preventiva de dores de cabeça comprovada. O uso regular dessas plantas reduz a constância de dores de cabeça de forma significativa. Já a acupuntura atua muito sobre dores crônicas porque modifica a forma como o sistema nervoso conduz e interpreta a dor. O tratamento regular dessa técnica milenar também é eficaz.

Vale salientar que as dicas de prevenção servem para pessoas que sofrem de episódios crônicos e recorrentes de dor de cabeça e já têm um diagnóstico médico confirmado. Se você começou a ter dor de cabeça há pouco tempo ou, recentemente, o padrão da sua dor mudou muito, procure um médico em primeiro lugar, para ter um diagnóstico adequado.

Essas foram as minhas dicas. Se alguém tiver alguma outra dica postem nos comentários.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s