Olheiras

Oi meninas!!!!

Ás vezes, a culpa é das noites mal dormidas ou dos dias de deleite sob o sol (sem proteção). Em outras, o surgimento de manchas escuras sob os olhos tem relação direta com o DNA. Descubra o melhor tratamento para o seu caso.

acabar-com-olheiras

O que é a olheira muita gente já sabe: um escurecimento ao redor dos olhos, geralmente na pálpebra inferior, que causa grande desconforto para quem o possui. Dependendo do tipo e coloração, as causas podem ser diferentes (estrutura óssea, acúmulo de melanina ou hemoglobina, retenção de líquidos, etc). Alguns tipos:

  • Olheiras constitucionais: são acastanhadas e aparecem quando o globo ocular fica alojado em um orifício profundo e coberto com uma pele muito fina, que permite transparecer a sombra da cavidade.
  • Olheiras melânicas: também são acastanhadas, mas causadas pelo acúmulo de melanina (proteína que confere pigmentação à pele, cabelos, etc). Geralmente ocorrem em pessoas de pele morena.
  • Olheiras sanguíneas: são arroxeadas e causadas pelo acúmulo de hemoglobina (proteína que, dentre outras funções, confere pigmentação ao sangue) ou produtos de sua degradação (bilirrubina, biliverdina e ferro).
  • Olheiras vasculares: são ligeiramente azuladas e causadas pelo excesso de retenção de fluidos, quando a microcirculação da região está prejudicada.

Tendo isso em mente é possível enumerar várias situações que contribuem para desencadear o problema. Confira:

  • Falta de sono: acredita-se que por prejudicar a microcirculação da região dos olhos e ocasionar palidez, a falta de sono pode contribuir para o agravamento das olheiras.
  • Genética: infelizmente, se é um problema que já faz parte da família, as olheiras poderão ser amenizadas, mas não eliminadas por completo – além, claro, de sempre exigir que você tenha um cuidado para evitar os fatores que as acentuam. Trabalhar o psicológico para se aceitar melhor também é importante, já que, embora cause desconforto e até haja maneiras de amenizar, a pessoa terá que conviver com essa característica.
  • Falta de hidratação: o ressecamento e a fragilização da pele da região ao redor dos olhos contribui e muito para o agravamento das olheiras.
  • Exposição ao sol: a exposição solar sem óculos escuros de qualidade e produtos com fator de proteção nas pálpebras podem acentuar a pigmentação ao redor dos olhos.
  • Perda de colágeno (proteína que dá sustentação e elasticidade à pele): à medida que a idade vai avançando ou por fatores que prejudiquem a produção de colágeno (má alimentação, cigarro, etc), a deficiência do mesmo tende a deixar a pele ao redor dos olhos mais fina e frágil, o que acentua as olheiras.
  • Cigarro e álcool: por prejudicar a produção de colágeno e a circulação, dentre outros malefícios, o álcool e principalmente o cigarro contribuem para o problema.
  • Friccionar ou fazer movimentos bruscos na região dos olhos: por ser uma área extremamente fina e sensível, fazer movimentos agressivos na região, seja ao retirar a maquiagem, aplicar cremes ou simplesmente coçar, pode romper vasinhos e causar acúmulo de hemoglobina na região, ocasionando olheiras.
  • Alergias, anemia, problemas respiratórios, carência de vitaminas: geralmente por prejudicar a circulação, por provocar coceira nos olhos ou dilatar os vasos sanguíneos na área, alergias e problemas respiratórios podem contribuir para as olheiras. Dentre outras consequências, a palidez ocasionada pela anemia e carência de vitaminas (principalmente a vitamina K, vitamina C e as do complexo B) podem acentuar as olheiras.
  • TPM, alterações hormonais: alterações hormonais podem desequilibrar a produção de melanina, escurecendo a região dos olhos. Na TPM, além dessa questão, alterações na circulação, estresse e retenção de líquidos podem piorar o problema.
  • Medicamentos: dentre outras implicações, medicações que causem dilatação dos vasos sanguíneos podem fazer com que a área sob os olhos escureça.

Cabe a um especialista determinar o fator predominante para indicar o melhor tratamento.

Para tratar

Você pode cuidar das olheiras em casa se o problema for decorrente de má circulação. Existem cosméticos (à venda em farmácias ou com fórmula manipulada prescrita pelo médico) com ingredientes capazes de estimular a microcirculação local. “Entre eles estão a vitamina K o ácido tranexânico, a cafeina e o arbutin”, diz a dermatologista Thais Pepe, de São Paulo. Produtos com aplicador esférico ou com pequenas espátulas que massageiam a região também ajudam.

Para um alivio pontual imediato, vale lançar mão de compressas de chá de camomila gelado por 10 minutos, com a cabeça apoiada em um travesseiro mais alto. A planta tem ação calmante e anti-inflamatório, e a baixa temperatura diminui o inchaço.

Já para olheiras marcadas por pigmentos, é necessário recorrer a tratamentos no consultório do dermatologista. Aqui, listamos dois dos métodos mais modernos.

  • Solon Vektra: laser do tipo Q-Switched, com ponteira desenhada especificamente para aplicação em olheiras, usado no tratamento de melasma e manchas e para remoção de tatuagens. “Ele age no melanócito, impedindo-o de liberar o pigmento para as células mais superficiais. É como se o melanócito guardasse o pigmento para ele”, explica o dermatologista Abdo Salomão, de Belo Horizonte. Recomenda-se uma sessão a cada 15 dias, em um total de quatro a seis aplicações (em média, 830 reais cada uma). O resultado dura um ano. Depois, é necessário seguir com manutenção anual.
  • Spectra: laser que consegue eliminar o pigmento hemossiderina e melhorar a textura da pele em 6 sessões (ao custo de 750 reais cada uma). Quando há excesso de melanina, o uso pode ser associado à luz pulsada. “A energia liberada pelo aparelho penetra na pele e explode o pigmento, reduzindo gradativamente a coloração, enquanto os vasos sanguíneos mais finos são esclerosados pela luz intensa pulsada”, explica o dermatologista João Carlos Pereira, de São José do Rio Preto (SP). São necessárias 10 sessões semanais (cerca de 700 reias cada uma), com indicação de manutenção mensal.

No mercado

Veja tratamentos e produtos para acabar com as olheiras

1. Suavizante para olheiras (com ácido kójico), da Futura Biotech. R$ 84,30
2. Balm para área dos olhos e lábios Sensi Solution, da Adcos. R$ 80
3. Redermic [+] Olhos, da La Roche-Posay. R$ 119
4. Sérum para área dos olhos, da Vitaderm. R$ 42
5. Clarité Olhos Sérum Suavizante, da Dermage. R$ 105

Veja tratamentos e produtos para acabar com as olheiras

1. Liftactiv HA Olhos (com ácido hialurônico), da Vichy. R$ 109,90
2. Creme para a área dos olhos Oliva e Centeio, da Korres. R$ 65
3. Revitalift Roll On Olhos com cafeína, da L’Oréal. R$ 39,90
4. Gel para o contorno dos olhos NouriFusion, da Herbalife. R$ 83,20

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s